No Twitter, barulho com saída de Moro supera demissão de Mandetta e discursos de Bolsonaro