O Núcleo anuncia nesta quarta-feira, 26, apoio do Instituto Serrapilheira, com o objetivo de desenvolver novos produtos e funcionalidades para o Science Pulse, projeto de escuta de redes sociais que acompanha mais de 1.500 membros da comunidade científica do Brasil e de outros países.

A parceria será feita sob o programa de Divulgação Científica de 2021 do instituto, com o repasse de R$ 71.000. O objetivo é desenvolver três projetos principais ao longo de seis meses:

  • A implementação da newsletter Polígono, especializada em explorar e analisar o debate científico nas redes, com curadoria da jornalista Luiza Caires;
  • A elaboração de dois relatórios sobre ciência nas redes sociais, especialmente no Twitter, rede que tem pautado o debate de ciência e políticas públicas;
  • A criação de um índice automatizado que vai medir a temperatura da ciência e da divulgação científica na redes, apontando os perfis mais ativos e os tópicos mais quentes.

INSCREVA-SE AGORA PARA RECEBER A NEWSLETTER POLÍGONO

CONTEXTO

Recentemente, o Serrapilheira, organização sem fins lucrativos que tem como objetivo fomentar o conhecimento científico, decidiu concentrar recursos em iniciativas de mídia e jornalismo profissionais. A estratégia visa colaborar com o aumento da qualidade do debate público sobre ciência, considerando o cenário atual de pandemia de covid-19 e o papel fundamental da informação verificada para combater desinformação.

Esse objetivo vai de encontro à missão do Science Pulse, ferramenta gratuita de monitoramento de redes sociais criada pelo Volt Data Lab (a empresa por trás do Núcleo) em 2020 com apoio do International Center for Journalists (ICFJ), quando a demanda pelo conhecimento científico disparou em razão da crise sanitária.

Ao destacar publicações e facilitar o acompanhamento da comunidade científica nas redes sociais, o Science Pulse ajuda jornalistas e tomadores de decisão a encontrar tendências de conteúdos científicos e a conhecer novos especialistas. É possível ver o relatório de métricas e impacto do Science Pulse neste link (em inglês).

O projeto foi criado pelo jornalista, editor do Núcleo e ICFJ Knight Fellow Sérgio Spagnuolo e desenvolvido pela equipe do Volt Data Lab, com apoio institucional da Agência Bori.

Com o crescimento da ferramenta, o Science Pulse passa a fazer parte do portfólio de projetos do Núcleo e integra a lista de aplicações de monitoramento de redes, junto ao Monitor Nuclear.

POR QUE É RELEVANTE?

Ao longo do ano, novas funcionalidades e produtos vinculados ao Science Pulse serão desenvolvidos pela equipe. O principal objetivo é potencializar o impacto da ferramenta, aumentando a quantidade e qualidade de informações geradas pelo monitoramento das redes sociais da comunidade científica.


Leia também...