No dia 3 de novembro, o presidente francês Emmanuel Macron fez uma condecoração de saideira para a chanceler alemã Angela Merkel. Em Beaune, região vinícola da França, Angela recebeu a Grã-Cruz, uma distinção concedida em nome da colaboração entre a chanceler e os quatro últimos presidentes franceses.

Mas o legal mesmo foi o vídeo que o próprio Macron postou no Twitter, um registro do momento em que ele faz a homenagem a Angela.

Dá o play e vem comigo para reparar nos detalhes desse momento que parece igualmente feliz e desesperador para Angela, que representa todo mundo que não sabe muito bem o que fazer quando é elogiado e abraçado e etc.

Emmanuel mostra para o pessoal a condecoração enquanto Angela mantém sua pose mais que tradicional:

Ele entrega a homenagem e busca uma aproximação. Talvez fosse a hora da famigerada photo op, a oportunidade fotográfica, o aperto de mãos ou abraço ou saudação que as câmeras vão capturar e reproduzir pelas agências de notícias mundo afora.

Mas aí a Angela faz uma cara de "er... que cê tá fazendo?"

"Gente, que que esse cara tá fazendo?"

"Afasta um pouquinho, amigo?"

"Acho que vou ter que fazer alguma coisa aqui".

Vamos dar um close aqui e parar um segundo para imaginar o que eles estavam pensando (além da emoção da saída da chanceler que foi uma grande parceira da França por quase duas décadas e etc).

FINALMENTE Angela faz um movimento em direção a Macron e PODE SER IMPRESSÃO MINHA, mas ele parece aliviado?

UFA!

Angela claramente se sente feliz e desconfortável, talvez em partes iguais.

A liturgia do cargo, né, Angela? 😅

Parece que estar à frente da maior economia da Europa por quase 20 anos, em um período tão doido quanto este, é mole. Duro mesmo é abraçar o Macron.


Leia também...