Tudou começou quando o fotógrafo e estudante de biologia João Pedro Salgado postou uma sequência de fotos de uma onça-pintada predando uma capivara no Pantanal.

As imagens podem ser ligeiramente chocantes pra quem, como eu, está acostumado a ver, no máximo, uma pomba atropelada. Até aí, tudo bem.™ Só que o tweet bombou, e o próprio João reapareceu dizendo que estavam cancelando a onça.

De fato, uma ou outra pessoa parecia estar sinceramente incomodada com a publicação.

Mas, se você olhar as respostas ao tweet original, vai ver que a maioria imensa das pessoas "cancelando" a onça estava de brincadeira, satirizando justamente as polêmicas malucas do Twitter nas últimas semanas.

O Twitter virou uma rede de microprofecias autorrealizáveis. Neste caso, as pessoas viram o tweet do João e disseram: "Quer ver que vai aparecer gente cancelando a onça?" E essas pessoas realmente apareceram. Mas eram quase todas GALHOFEIRAS. PÂNDEGAS. FARRISTAS. GAIATAS.

Sério, gente, não é pra levar tão a sério o que o glorioso fã-clube do Faustão conhecido como FAUSTANETES fala na internet.

Não, o Twitter AINDA não cancelou a cadeia alimentar. Mas aí o estrago já estava feito. Teve meme a rodo.

E o João pediu desculpas à comunidade capivárica.

Mais um dia normal no Twitter.


Leia também...