As redes sociais são o segundo principal canal usado pelos brasileiros para se informar sobre política, segundo pesquisa Genial Investimentos/Quaest Consultoria e Pesquisa.

  • 21% dos brasileiros se informam principalmente sobre política por meio das redes sociais;
  • 52% o fazem pela TV;
  • 11% por meio de sites, blogs e portais de notícias.

Esse valor se mantém praticamente estável nas quatro últimas rodadas da pesquisa (desde julho/2021).

A pesquisa também mostrou que esse meio evidencia uma clivagem na preferência de vitória nas eleições de 2022 (uma medida diferente da intenção de voto).

Entre aqueles que se informam principalmente por meio de redes sociais:

  • 35% preferem a vitória de Bolsonaro;
  • 30% de Lula;
  • 32% não preferem nem um, nem outro;
  • 3% não sabem ou não responderam

As diferenças estão dentro da margem de erro de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos.

No recorte daqueles que se informam principalmente pela TV, 51% preferem a vitória de Lula, 16% de Bolsonaro e 27% nem um nem outro (6% não sabem ou não responderam).

A avaliação do governo também é menos ruim entre aqueles que consomem política prioritariamente pelas redes. Comparado com os que se informam pela TV, a avaliação positiva é maior no primeiro grupo (30% e 16%), assim como a avaliação negativa é menor nesse grupo (44% e 58%).

A pesquisa entrevistou 2.048 brasileiros com 16 anos ou mais em 123 municípios, entre os dias 30 de setembro e 03 de outubro de 2021, e tem uma margem de erro de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos, com um nível de confiança de 95%.

Edição Sérgio Spagnuolo

Leia também...