Por falhas e lentidão na moderação, YouTube monetiza canais bloqueados por anunciantes
Arte: Rodolfo Almeida/Núcleo