SIGA O NÚCLEO NO TELEGRAM:

O centro de pesquisas InternetLab e o Instituto de Referência em Internet e Sociedade (IRIS) lançaram uma plataforma para monitorar e analisar o bloqueio de aplicativos no Brasil.

A plataforma é lançada num contexto de incertezas jurídica para plataformas, como no caso do Telegram em mar.2022, quando o ministro do STF Alexandre de Moraes ordenou o bloqueio do app de mensagens caso não cumprisse certas determinações judiciais. Após contato com a plataforma, compromissos foram firmados e a decisão foi revertida.

O site bloqueios.info traz informações, linha do tempo e análise sobre casos envolvendo, além do Telegram, também WhatsApp, Facebook, Uber e YouTube, entre outros.

Veja todos os casos aqui.

"O objetivo conjunto é o de tornar mais acessíveis e reunir sistematicamente tentativas ou bloqueios concretizados para oferecer um panorama do debate no país sobre essa medida", diz o site da nova plataforma.

O bloqueios.info levanta debates sobre diversas questões de jurisdição nacional, liberdade de expressão, proteção da inovação e da iniciativa privada e relação entre direitos humanos e o livre fluxo de informações, segundo post do InternetLab nas redes sociais.

Bloqueios.info
Plataforma de monitoramento de casos que levaram, puderam levar ou podem levar a bloqueios de aplicações de Internet no Brasil.

Apoie o Núcleo Núcleo Jornalismo para se juntar à conversa. Comentários: .


COMPARTILHE: Link copiado!

Leia também...