SIGA O NÚCLEO NO TELEGRAM:

O bilionário Elon Musk disse nesta terça-feira (10.mai) que reverterá o banimento de Donald Trump no Twitter, sofrido pelo ex-presidente após ele por incentivar a invasão ao Congresso dos EUA em 6.jan.2021 por manifestantes de extrema-direita insatisfeitos com sua derrota nas eleições presidenciais alguns meses antes.

O QUE ELE DISSE. "Não acho que o banimento de Donald Trump foi correto, acho que foi um erro, porque alienou uma parte do país, e no fim não resultou em tirar a voz de Donald Trump", disse o bilionário em um evento do jornal britânico Financial Times.

Ele chamou a decisão do Twitter de "moralmente errada e simplesmente estúpida".

A informação foi publicada pelo The New York Times.

MAS... Vale notar que a compra do Twitter por Musk ainda não está selada. Ele ainda está em processo de aquisição da rede social, após assegurar financiamento e fazer uma oferta de US$44 bilhões no fim de abril.

CONTEXTO. À época do banimento, o Twitter alegou que Trump havia violado as políticas da plataforma ao incitar violência de seus apoiadores. Outras redes sociais baniram Trump também, como Facebook. Ele ainda era presidente, embora estivesse nos últimos dias de seu mandato.

O banimento foi visto, especialmente por partidários de extrema-direita, como uma afronta à liberdade de expressão.

Trump disse anteriormente que não queria mais voltar ao Twitter, onde tinha quase 100 milhões de seguidores antes de ser suspenso.

O QUE SIGNIFICA PRO BRASIL. O fim do banimento de Trump no Twitter pode significar um passe livre para que políticos brasileiros, mais especificamente o presidente Jair Bolsonaro, inflamem ainda mais suas bases ao atacar o processo eleitoral e incentivar que as pessoas tomem ações – a exemplo do que aconteceu nos EUA.


Apoie o Núcleo Núcleo Jornalismo para se juntar à conversa. Comentários: .


COMPARTILHE: Link copiado!

Leia também...