SIGA O NÚCLEO NO TELEGRAM:

O empresário Elon Musk não terá mais um assento no conselho de administração do Twitter. A notícia foi dada por Parag Agrawal, CEO da empresa, na madrugada desta segunda (11.abr).

O QUE ACONTECEU? Segundo o comunicado interno, divulgado na íntegra por Agrawal, a desistência partiu de Musk, que teria anunciado sua decisão no mesmo dia em que passaria a ser membro oficial do conselho, no sábado (9.abr).

Musk foi apontado para o conselho no início da semana (5.abr), um dia depois de comunciar ao mercado que havia comprado 9,2% das ações do Twitter, tornando-se seu maior acionista.

A notícia deve ter sido mesmo uma surpresa. Até o começo da manhã desta segunda-feira, o nome de Musk continuava listado como um dos onze membros do conselho no site para investidores do Twitter – mas já foi removido.

IDEIAS ERRADAS. Apesar da reversão de curso, Musk continua cheio de ideias de como (supostamente) melhorar o Twitter.

Durante o fim de semana, sugeriu que todos os usuários do Twitter Blue ganhassem um selo identificando-os como tais. O objetivo seria encarecer os custos de quem opera redes de robôs e contas de spam.

Musk também disse que gostaria que esses usuários, que pagam uma assinatura, não vissem anúncios. Segundo ele, “o poder das empresas de ditar políticas é ampliado enormemente se o Twitter depender do dinheiro da publicidade para sobreviver”.

Os posts acima foram excluídos por Musk, porém.

RECEPÇÃO CALOROSA. O anúncio de que Musk teria um assento no conselho deixou alguns funcionários do Twitter preocupados. Tanto que, segundo relatos extraoficiais, o CEO Agrawal teria proposto uma sessão de perguntas e respostas com o empresário.

Agora, eles devem estar ainda mais preocupados. O assento no conselho de administração impunha um teto ao total de ações com direito a voto que Musk poderia ter, de 14,9%, o que impediria Musk de tentar controlar a empresa.

Fora do conselho, Musk pode comprar quantas ações quiser. E dinheiro é algo que não falta à pessoa mais rica do planeta.

Via TechCrunch, @paraga/Twitter (ambos em inglês).

Publicado em parceria com o Manual do Usuário

Apoie o Núcleo Núcleo Jornalismo para se juntar à conversa. Comentários: .


COMPARTILHE: Link copiado!

Leia também...