SIGA O NÚCLEO NO TELEGRAM:

O canal da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) no YouTube, com cerca de 300 mil inscritos e um acervo de 4.331 vídeos, ficou fora do ar durante oito dias, após sofrer uma invasão no domingo (6.fev) da semana passada, segundo nota divulgada pela estatal ligada ao Ministério da Agricultura.

O canal foi restabelecido nesta terça (15/2), um dia após o Núcleo questionar o YouTube sobre o assunto.

Segundo a Embrapa, seu canal no YouTube “foi alvo de invasão criminosa e não autorizada no domingo (6/2)”. A estatal diz que, “a partir do ataque, foram realizadas transmissões ao vivo que infringiram regras do próprio YouTube, que, então, removeu o canal da empresa por violações das diretrizes da plataforma”. No ano passado, segundo a estatal, foram transmitidos 835 eventos ao vivo no canal.

Em nota, o YouTube confirmou que o canal da Embrapa "sofreu uma invasão que fez com que o canal ficasse indisponível”. Segundo a empresa, “a Embrapa entrou em contato com a plataforma e o canal foi reestabelecido”.

Além de ter publicado no site uma nota sobre o canal estar fora do ar, a Embrapa comunicou o fato também em um post no Instagram, que teve cerca de 2.000 interações. Muitos usuários lamentaram:

  • “Estou fazendo um curso e os vídeos são pelo YouTube”, escreveu @brunamoraisagro.
  • “Es una gran pena, desde Bolivia apoyamos al pronto restablecimiento de tan importante información que tiene, ánimo EMBRAPA, ánimo BRASIL”, disse @kenny.viera.v.
  • “Não economizem com TI daqui para frente”, sugeriu @ansamanda.
  • “Gente ruim 😢”, resumiu @anataliadiniz.

Atualização (16.02 às 11h02):

A Embrapa respondeu no fim do segunda(15/2 o contato do Núcleo. Disse que os IPs responsáveis pela invasão são da Rússia, Coréia do Sul e Alemanha e que as lives não autorizadas eram sobre criptomoedas, com os títulos:

  • Vitalik Buterin: Can Eth 5X in 2021?! | Ethereum Insane Update! | Ethereum Price Prediction & News!
  • Ethereum Holders Will Get Rich! | Become Rich with 10 ETH (Why It's Realistic) | Ethereum News

A entidade disse ainda que o YouTube removeu o canal do ar poucos minutos após a transmissão das lives.

Texto Alexandre Aragão
Edição Alexandre Orrico


Apoie o Núcleo Núcleo Jornalismo para se juntar à conversa. Comentários: .


COMPARTILHE: Link copiado!

Leia também...