SIGA O NÚCLEO NO TELEGRAM:

Depois de ameaçar e desistir de lançar uma versão do Instagram para menores de idade, o Instagram voltou a trabalhar na adequação do seu app principal a esse público. Nesta terça (7.dez), Adam Mosseri, que lidera o aplicativo, anunciou uma série de novidades focadas na segurança de crianças e adolescentes:

  • A partir de março de 2022, pais e responsáveis poderão monitorar e impor limites às contas dos seus filhos.
  • Novo recurso “Dê um tempo” que interrompe o uso do app e sugere limites. Lançado em alguns países (Austrália, Canadá, EUA, Irlanda e Nova Zelândia), com previsão de ser liberado no resto do mundo no início de 2022.
  • Nova “experiência” para excluir, em lotes, conteúdo e comentários. Valerá para todos os públicos a partir de janeiro de 2022.
  • Limitação de etiquetas (tags) e de menções a menores a apenas contas que eles seguem.
  • Recomendações diversas (pesquisa, aba Explorar etc.) mais restritas a menores de idade.
  • Alertas de novos assuntos a menores de idade que estiverem muito tempo consumindo conteúdo monotemático.

[Opinião do autor]: As medidas parecem positivas, mas não confrontam o principal dilema: se crianças e adolescentes deveriam estar usando o Instagram.

Via Instagram (em inglês).

Publicado em parceria com o Manual do Usuário
COMPARTILHE: Link copiado!

Leia também...