SIGA O NÚCLEO NO TELEGRAM:

A Autoridade de Competição e Mercados (CMA, na sigla em inglês) do Reino Unido, espécie de Cade de lá, determinou na última terça (30.nov) a anulação da compra do Giphy pelo Facebook, negócio de US$400 milhões anunciado em 2020, porque ele “pode causar danos a usuários de redes sociais e anunciantes do Reino Unido” ao eliminar um concorrente no segmento de publicidade digital.

A site Axios lembra que é a primeira vez que uma autoridade reguladora de fora dos Estados Unidos ordena uma big tech norte-americana a se desfazer de um ativo e que tal precedente pode animar outros países a seguirem o exemplo. Uma alternativa ao Facebook para manter o Giphy seria retirar-se do Reino Unido, mas a probabilidade disso é baixa.

Via Gov.uk (em inglês). Via Axios (em inglês).

Publicado em parceria com o Manual do Usuário
COMPARTILHE: Link copiado!

Leia também...