O YouTube realmente suspendeu o canal do presidente Jair Bolsonaro, mas a punição não impede que a conta mude a privacidade de vídeos que já tinham sido 'carregados' na conta, fazendo com que novos vídeos apareçam no feed do canal, esclareceu a assessoria do YouTube ao Núcleo nesta terça-feira.


Com isso, vídeos que estavam não-listados podem aparecer como públicos. Houve alguma confusão depois que um vídeo sobre obras no Ceará apareceu na conta do presidente como tendo sido publicado na manhã desta terça-feira.

A suspensão do canal ocorre em função do primeiro strike ou aviso recebido pelo canal do presidente Bolsonaro. A punição impede a conta, durante uma semana, de enviar novos vídeos, histórias ou fazer transmissões ao vivo, entre outras ações do canal.

No fim de julho, a conta já havia recebido um alerta, a primeira das notificações, por um vídeo contendo desinformação ligado à COVID-19. Na ocasião, o vídeo foi tirado do ar e a conta foi notificada.

Texto Laís Martins
Edição Alexandre Orrico

Leia também...