O Facebook derrubou a live do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) da última quinta-feira (21.out) das plataformas Facebook e Instagram. Na transmissão, Bolsonaro dizia que vacinados contra a COVID-19 estariam contraindo AIDS. É quase ridículo ter que explicar isto, porém: é mentira.

À Folha de S.Paulo, um porta-voz do Facebook justificou que “nossas políticas não permitem alegações de que as vacinas de Covid-19 matam ou podem causar danos graves às pessoas”.

Apesar de distorcer, desinformar e mentir praticamente em todas as suas lives semanais, esta é a primeira live e apenas o segundo vídeo de Bolsonaro que Facebook/Instagram derruba. O primeiro derrubado foi um de março de 2020, em que Bolsonaro alardeava o uso da cloroquina no combate à COVID-19.

Vale notar que o YouTube ainda não tirou o vídeo  (com +200 mil views) do ar até as 9h desta segunda-feira (25.out), apesar de ter mudado suas regras recentemente para ser mais duro com desinformação sobre vacina.

[ATUALIZADO às 19h50 de 25.out]: O YouTube removeu o vídeo alegando que violava suas regras de comunidade.

Via Folha de S.Paulo.

Publicado em parceria com o Manual do Usuário

Leia também...