Em entrevista na Code Conference, nos Estados Unidos, Satya Nadella, CEO da Microsoft, comentou a ocasião em que a Microsoft quase comprou a operação norte-americana do TikTok para satisfazer os caprichos do então presidente Donald Trump, em agosto de 2020.

“Foi a coisa mais estranha em que já trabalhei”, disse. Nadella revelou que a iniciativa do acordo partiu do TikTok, e que Trump “tinha um ponto de vista particular do que estava tentando fazer ali”. Via GeekWire (em inglês).

Relembrar é viver: Trump cismava que o TikTok era uma espécie de cavalo de Troia do governo chinês, usado para espionar adolescentes norte-americanos. Com essa desculpa, passou a criar empecilhos artificiais à operação da rede social nos Estados Unidos e a exigir que ela fosse vendida e mantida por uma empresa local.

Microsoft e Oracle se envolveram nas tratativas. A certa altura, Trump chegou a demandar que o TikTok pagasse uma comissão ao governo. Nenhum negócio foi fechado e o assunto morreu junto com o mandato de Trump.

Este conteúdo foi publicado em parceria com o Manual do Usuário

Leia também...