A nova rede social de extrema-direita Frank Speech era para ter sido lançada na segunda-feira, 19 de abril, mas dois dias depois ainda estava fora do ar por problemas técnicos. Agora, a página da rede só mostra um live streaming com personagens da direita norte-americana.

Os administradores dizem ter recebido mais de 2 bilhões de requisições (requests) no período. Embora não tenham explicado, esse montante, se real, possivelmente corresponderia a ataques hackers logo no primeiro dia -- como DDoS, que envia muitas requisições a um servidor a fim de sobrecarregá-lo, e derrubando o acesso a um site.

Em março, o Núcleo mostrou como aplicativos e redes sociais ligadas à extrema-direita têm tido dificuldades desde o começo do ano para contratar servidores confiáveis, por conta de falta de moderação e discurso de ódio, o que contraria as políticas de grandes provedores de infraestrutura digital, como Amazon, CloudFlare ou DigitalOcean.

A Frank Speech foi lançada pelo empresário do segmento de travesseiros Mike Lindell, que, junto ao ex-presidente dos EUA, Donald Trump, foi expulso do Twitter e de outras redes sociais por espalhar desinformação acerca das eleições norte-americanas.


É importante porque...

  • Extrema-direta tem buscado proliferar seus canais de comunicação após ser banida das maiores plataformas.


Leia também...