A instalações de aplicativos de notícias cresceram 68% após o agravamento da epidemia do coronavírus no Brasil, indicando que as pessoas recorrem cada vez mais a informações jornalísticas em tempos de crise.

O número de downloads semanais de aplicativos de notícia saltou de pouco mais de 2.000 na semana de 24 de fevereiro a 1º de março para cerca de 3.500 na semana de 16 a 22 de março. Medidas mais drásticas de distanciamento social começaram a ser tomadas em todo o Brasil por volta dessa última semana.

O levantamento foi realizado pela empresa RankMyAPP a pedido do Núcleo e considera downloads realizados na categoria "notícias e revistas" na plataforma Play Store, do Google, orientada para aparelhos que rodam o sistema operacional Android, e Apple Store.


É importante porque...
  • Coloca em evidência a demanda do trabalho jornalístico durante a pandemia

  • Mostra como as pessoas estão em busca de informações de referência


Por motivos de confidencialidade de informações, a empresa não pode repassar ao Núcleo dados brutos para análise própria, nem listar os principais aplicativos baixados. De acordo com a Apptopia, os principais aplicativos de notícias na semana encerrada em 22 de março eram o Twitter, o app do G1, Portal de Notícias, o agregador Google News e o Reddit.

Houve uma queda de 10% nas instalações de fevereiro em relação a janeiro, provavelmente por conta do Carnaval, mas em março o volume voltou a crescer.

Nos EUA também houve um aumento nas instalações de aplicativos de notícias, especilamente agregadores de conteúdo, de acordo com o Axios.

METODOLOGIA

O estudo da RankMyAPP foi feito a pedido do Núcleo. Logo, não tivemos acesso à metodologia nem aos dados. Esses dados são difíceis e caros de obter. Acesso aos datos da Apptopia, por exemplo, podem passar de US$2 mil por ano.

A RankMyAPP é uma empresa que promove a visibilidade de aplicativos em lojas online.


Leia também...