Empresas ligadas a políticos eleitos devem R$ 2,8 bilhões ao governo federal